Translate

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Kururin Squash! (Game Cube)



Kururin Squash! é o terceiro jogo da franquia Kuru Kuru Kururin, que nasceu no Gameboy Advance em 2001. O jogo foi produzido pela Eighting e publicado pela Nintendo em 2004.

O jogo não foi lançado fora do Japão, e também não recebeu nenhuma tradução, então para joga-lo tem que encarar o idioma mesmo(caso você saiba Japonês fica fácil). Mas como o jogo tem pouco texto isso não prejudica muito. 

Você controla uma máquina com uma hélice chamada Helirin utilizando o direcional analógico, e o objetivo é chegar ao fim da fase sem encostar nas paredes e você também deve desviar dos obstáculos e inimigos que estão presentes em algumas fases. O personagem possui três corações, e os check points são umas flores coloridas que recarregam os corações do personagem. 


As fases são bem construídas, o level design desafia o jogador e possui alguns puzzles simples, como girar alguma manivela, ou acertar certo botão. Os chefes são bem criativos e precisam de certa estratégia para serem derrotados. 
Em algumas fases você controla Helirin de vários modelos e com habilidades diferentes, como uma luva de boxe para destruir obstáculos e inimigos, tem também o modelo que pode mergulhar, passando por baixo de inimigos e obstáculos.


Os controles são ótimos, respondem muito bem mesmo ao mais leve toque, e isso é essencial nos lugares mais apertados. O Botão B faz o bastão ir mais rápido e o botão R faz ela girar mais rápido. 

O visual do jogo é bem cartunesco e colorido, bem tipico da Nintendo. Os cenários são bem renderizados e possuem um efeito de transparência que da uma aparência bem bonita ao jogo. Os efeitos de explosão são bons e a tela vai encher de inimigos sem dar nenhum slowdown. 


As músicas do jogo são bem legais, e dão aquele clima tranquilo, tentado deixar o jogador relaxado enquanto tenta passar pelas fases mais cabeludas... 


Mas não se deixe enganar pelo visual colorido e infantil, pois o jogo é bem difícil! Conforme você vai avançando, as fases ficam muito mais complexas, se tornando labirintos cheios de espaços apertados que são um verdadeiro teste de paciência para o jogador. 

O jogo tem moedas espalhadas pelas fases, e existe um contador com o percentual de moedas recolhidas, e para coletar todas você tem que entrar em locais escondidos que são muito difíceis de entrar e sair. O jogo usa a conectividade com o GBA, para que até quatro jogadores possam usar seu GBA como controle e tela.
                                 

Jogo muito underrated do Game Cube, é bem difícil fazer 100% em todas as fases e sua jogabilidade é simples e viciante. Bem recomendado!

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Tiny Toon Adventures - Acme All-Stars (Mega Drive)

Se existe um tipo de jogo que eu nunca fui muito bom,  foi em jogos de esporte. Eu até tentava, mas definitivamente não dava, eu não levava jeito mesmo.
Mas isso em jogos mais complexos ou simulação, pois em jogos mais simples ou temáticos eu consigo ir até bem.

Esse é o caso de Tiny Toons Acme All-Stars para o Mega Drive, jogo baseado naquele desenho bacana produzido pelo Steven Spielberg, que passou na TV aberta na década de 1990 e fez bastante sucesso. Tiny Toons é bem conhecido também nos jogos, pois possui muitos jogos legais para diversas plataformas e inclusive possui um jogo de esporte também para o Super Nes.

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Metroid Zero Mission (Gameboy Advance)

super-game-retro.blogspot.com.br-metroid-zero-mission-gba

Quando Metroid foi lançado lá em 1986 o Nintendo 8 bits já era uma febre no Japão e estava se tornando também nos EUA.
Naquela época os jogos estavam evoluindo muito, passando daqueles jogos bem simplistas do ATARI, para jogos mais elaborados e com histórias mais profundas. Nessa época The Legend of Zelda e um monte de grandes jogos estavam sendo lançados. Foi sem dúvida um tempo de grande expansão no catálogo do NES.
Gunpei Yokoi, que anos mais tarde viria a criar o Gameboy, em companhia dos produtores Yoshio Sakamoto, Hiroji Kiyotake e Makoto Kano, influenciados pelo filme “Alien” e em 1986 ano do lançamento de Alien 2 (Alien’s nos EUA) produziram aquele que seria o primeiro título do NES com a temática Sci-fi.
O jogo fez um enorme sucesso, sendo aclamado pela crítica como “completo e sombrio” e foi muito bem recebido pelos jogadores.
A série recebeu muitas continuações, e anos mais tarde, em 1994 foi lançado Super Metroid, o terceiro título da franquia (Metroid 2 Return of Samus foi lançado para o Gameboy) para o Super Nintendo e sendo esse considerado por muitos o melhor jogo do SNES e talvez do melhor jogo de todos os tempos.
A série entrou no universo 3D em Metroid Prime para Game Cube, um excelente jogo produzido pela RETRO Studios. Atualmente a série Prime conta com três jogos lançados, e o quarto foi anunciado para 2018.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Crusader of Centy (Mega Drive)

crusader-of-centy-genesis-supergameretro.blogspot.com.br

Crusader of Centy é um daqueles jogos que poucos conhecem, mas é uma pérola do Mega Drive. Ele foi lançado quando o Mega Drive já estava no fim de sua vida, e infelizmente poucos puderam apreciá-lo.
O jogo  foi desenvolvido pela empresa Nextech e publicado pela famosa Atlus. O título é um action-adventure nos moldes de The Legend of Zelda a Link to the Past, e na época de seu lançamento sua semelhança como o mesmo lhe rendeu o Título de “Zelda do Mega Drive”.
Meu primeiro contato com o jogo foi em 1996, época em que eu jogava muito meu Mega Drive e estava sempre nas locadoras à procura de alguma novidade, e eis que um funcionário me indicou o jogo. Lembro que não consegui finalizá-lo, tarefa que só consegui anos mais tarde, em 2002.
Atualmente, na era dos emuladores  está disponível uma rom traduzida pela P.O.B.R.E para Português-BR.


segunda-feira, 24 de julho de 2017

Castlevania Aria of Sorrow (Gameboy Advance)

Essa é a última parte da série "Os Castlevanias do Gameboy Advance"

Castlevania Aria of Sorrow (Gameboy Advance)


castlevania Aria of Sorrow

Um ano apos o lançamento de Harmoni of Dissonance, Koji Igarashi e sua equipe nos trazem o último e melhor capítulo da série no GBA.

Aria of Sorrow foi lançado em 2003, e fez um grande sucesso, e é considerado por muitos fãs o sucessor de SOTN.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Crie suas fases em Super Mario 64 Maker



Depois do sucesso de Super Mario Maker para Wii U e Nintendo 3DS, um cara chamado Kaze Emanuar criou uma versão "Maker" do Super Mario 64.

Trata-se um um editor de fases que usa os objetos do jogo lançado em 1996 para o Nintendo 64, permitindo que os jogadores criem suas próprias fases. Para criar as fases basta baixar o arquivo rom e utilizar um emulador de Nintendo 64.

Apesar de utilizar apenas o controle para criar o level design das fases, o processo funciona muito bem. O jogo não conta com uma interface gráfica para selecionar os objetos, que precisam ser selecionados através de uma lista, e o jogador vai precisar percorre-la para encontrar o item desejado.





O vídeo abaixo demonstra a criação de uma fase e aparenta estar bem funcional.


Castlevania: Harmony of Dissonance (Gameboy Advance)

Castlevania Harmony of Dissonance (Gameboy Advance)

Essa é a segunda parte da série "Os Castlevanias do Gameby Advance".
A última parte com "Aria of Sorrow" será publicada em breve!

Castlevania HoD Gameboy Advance

Com o sucesso de Circle of the Moon, a Konami deu continuidade na série no GBA, e dessa vez disposta a corrigir os problemas do jogo anterior e explorar ainda mais os limites do aparelho.
O jogo foi desenvolvido pelo habilidoso time por trás de Castlevania: Simphony of the Night, e devido a suas qualidades e semelhanças com este, muitos o consideram uma versão de bolso de Simphony of the Night. Semelhanças a parte, vamos descobrir o que torna o jogo tão popular entre os fãs de Castlevania.