Translate

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Os 15 Melhores Gráficos do Mega Drive


Na primeira postagem do blog fiz uma lista com os 10 jogos que na minha opinião tem os melhores gráficos do SNES, e agora dando continuidade resolvi fazer uma lista também do grande rival do SNES: o Mega Drive.

Quando comecei a escolher os jogos percebi que uma lista com apenas 10 títulos além de insuficiente seria também injusta. Então decidi escolher 15 jogos, e mesmo assim muita coisa bacana ficou de fora.

E não é uma tarefa nada simples, pois o console "monstro" da SEGA tem muitos jogos impressionantes do ponto de vista técnico e durante todo seu tempo de mercado (e após descontinuado também) mostrou muita coisa caprichada. Basta pegar os jogos de lançamento do console em 1988 e comparar com seus últimos lançamentos, dá para perceber que os desenvolvedores levaram o console a um nível incrível.

A arquitetura do console possibilitou que os desenvolvedores conseguissem realizar grandes feitos e muito disso graças ao diferencial do console: seu processador Motorola MC68000.

O Mega Drive não possui muitos efeitos que seus concorrentes possuem, como o Mode 7 no caso do SNES, mas graças ao seu bom processador muitos efeitos podem ser reproduzidos por software. Muitas limitações do console foram "superadas" graças a criatividade dos desenvolvedores, que sempre encontraram uma maneira criativa e atingiam ótimos resultados.

Até mesmo as 64 cores simultâneas do aparelho que deveriam ser seu calcanhar de Aquiles, no final não atrapalharam o console, que teve jogos bem coloridos como Ristar, Ranger X e Mr. Nutz por exemplo.

Da mesma forma que escolhi os jogos na lista anterior, os jogos serão escolhidos apenas por suas qualidades gráficas e outros pontos como jogabilidade são serão considerados.



15ª Posição: World of Illusion

Sega, 1992

World of Illusion trouxe tudo que Castle of Illusion tinha de bom, e conseguiu refina-lo ainda mais. O mundo lúdico das aventuras da dupla Mickey e Donald está muito bem representado em fases belíssimas e super inspiradas.



14ª Posição: Sonic 3 and Knucles


Sega, 1994

Muita gente coloca o Sonic 3D Blast como o "Sonic com os melhores gráficos do Mega Drive", porém, deixe-me discordar. Sonic 3 faz uso de muitas técnicas avançadas, e citando apenas algumas:
- Usa a terceira camada de background, sendo que o limite teórico são duas camadas.
- Usa uma técnica chamada Hold and Modify para simular os efeitos de backgound, dando profundidade em cenas onde o Sonic entra e sai da água.
- Assim como nos títulos anteriores também usa o Pallet Swap para trocar a paleta de cores quando Sonic entre e sai da água.

Além disso tem um trabalho de cores fantástico, efeitos de parallax nos cenários e melhor movimentação que os seus antecessores.



13ª Posição: Beyond Oasis

Sega, 1994

A aventura do príncipe Ali é responsável por alguns dos mais belos cenários do Mega Drive. O personagem possui muitos movimentos, todos eles são muito bem animados. O jogo usa um degrade de cores fantástico e sprites de grande qualidade, arrisco dizer que muitos chefes têm sprites de qualidade próxima aos dos primeiros jogos do Neo geo



12ª Posição: Castlevania: Blood Lines



Konami, 1993

Primeiro jogo da franquia em um console da SEGA e um trabalho digno de aplausos. A Komani conseguiu efeitos de Sprite scalingSprite rotation e reflexos bem convincentes. As cores foram muito bem utilizadas, escuras mantendo o clima sombrio da franquia.



11ª Posição: Thunder Force IV


Technosoft, 1992 

Shmup é um gênero que costuma puxa o console ao limite e Thunder Force IV não é diferente. A Technosoft utilizou uma técnica para simular um quarto plano de background, impossível no Mega Drive que possui o limite de dois planos de background. Esse jogo além de bem difícil vai fazer você se perder em meio a toneladas de inimigos e tiros na tela. Não é à toa que faz parte dos jogos apelidados de “Bullet Hell”.



10ª  Posição: Disney's Aladdin


Sega/Disney/Virgin, 1993 

Fruto da parceria entre a Sega, Virgin e Disney. O jogo contou com animadores da Disney que utilizando o processo Digicel conseguiram dar ao personagem uma animação incrível. Todo o design do jogo é primoroso e fiel ao visual da animação. O qualidade sonora também impressiona bastante.



9ª Posição: Contra Hard Corps


Konami, 1993

Quando a briga SNES vs Mega Drive estava em seu auge, Contra Hard Corps era a munição perfeita para os fãs da SEGA. O jogo é rápido, tem muitas explosões e é BEM difícil. O jogo faz a simulação de vários efeitos como Sprite scalingSprite rotation e zoom, e graças do processador do console tudo acontece sem deixar a ação baixar, e também deixa claro que o processador do Mega é PERFEITO para esse tipo de jogo!



8ª Posição: Dynamite Headdy




Treasure, 1993 

A Treasure conhecia muito bem o hardware do Mega Drive e nessa lista vamos ver MUITOS jogos produzidos por eles.
Dynamite Headdy possui sprites muito bem coloridos e desenhados, e os movimentos de  Headdy estão incríveis, com muitos quadros de animação e expressões engraçadas.
Também possui alguns dos melhores efeitos de background, que vão se alternando em alta velocidade. Tem bastante Sprite scaling e Sprite rotation em vários chefes e inimigos.



7ª Posição: The Adventures of Batman and Robin


Konami – 1995

Beasado na série animada Batman: The Animated Series. O jogo é bem ao estilo Blast Processing do Mega Drive. Muito parecido com Gunstar Heroes (grande qualidade), com bastante ação e muitos inimigos.
Os gráficos são ótimos, tem um chefe gato com garras feitas com gráfico vetoriais, sobreposição de camadas e efeitos de parallax simulando efeito 3D, tudo rodando sem nenhum slow.



6ª Posição: Ranger X

Sega– 1993

A publicidade em torno do jogo alardeava que de Ranger X ultrapassaria as 64 cores simultâneas do console. O jogo superou essa marca e fez bonito com sua quantidade de parallax, efeitos de scrolls caprichados e dynamic lightning.



5ª Posição: Alien Soldier


Treasure, 1995

Jogaço da Treasure que faz você suar a camisa para derrotar os 28 chefes presentes. O protagonista possui movimentos super rápidos  e vai voar pela tela com armas no minimo curiosas. Prepare-se para  ver parallaxSprite rotation, multi-jointed sprites, e tudo isso ao mesmo tempo.



4ª  Posição: Comix Zone

Sega, 1995

Comix Zone é um verdadeiro quadrinho no Mega Drive. Seu estilo visual é muito legal, poder pular de quadro em quadro, rasgar as páginas soltas são ideias muito interessante e bem executadas. O personagem principal tem muitos movimentos e todos com grande quantidade de quadros de animação.  



3ª Posição: Gunstar Heroes



Treasure, 1993

Gunstar Heroes tem tudo que se espera de um grande jogo de ação: velocidade, multiplayer refinado, muitos inimigos, explosões para todo lado, power-ups, chefes enormes. E tudo isso espremendo o hardware do mega Drive até não sobrar mais nada. Você pode até achar Alien Soldier mais bonito, mas o estilo "atirar para todos os lados" de Gunstar Heroes é mais apelativo para mim.



2ª Posição: Vector Man (1&2 )


BlueSky/Sega, 1995-1996 

Resposta da SEGA à Donkey Kong e seus gráficos pre renderizados. A Bluesky utilizou vetores para animar cada parte do corpo do personagem, resultando em movimentos bem suaves. E até as transparências que são um ponto fraco do Mega Drive foram criadas, através da utilização de uma técnica chamada Shadow/Highlight, e o resultado ficou ótimo. Os cenários além de bem diversificados são um show à parte, com vários efeitos que vão de uma chuva de raios com ótimos efeitos de iluminação.  



1ª Posição: Virtua Racing

Sega, 1994

Virtua Racing é um jogo da placa Model 1, e seria impossível sua adaptação para o Mega Drive. Para isso a SEGA desenvolveu um chip acelerador, semelhante aos utilizados nos cartuchos de SNES. O SVP (Sega Virtual Processor) possui um processador rodando com o clock de 23 mhz e um SH-x DSP(Digital Signal Processor). O cartucho custava U$ 100,00, um valor bem acima dos outros jogos do console. Além de exigir um cartucho bem grande para comportar todo o hardware adicional, o cartucho esquentava bastante. Me lembro de ter alugado o Virtua Racing e ter ficado impressionado com a temperatura do cartucho após algumas horas de jogo.

Na época fiquei bem impressionado com o jogo, eu costumava jogar Virtua Racing perto da minha casa e para mim era inimaginável poder jogar aquele jogo em casa. As versões são bem diferentes, no Mega Drive o jogo tem apenas 16 cores, a velocidade é bem menor, rodando a aproximadamente 15fps, o aspect ratio da imagem é em letterbox, já que o de arcade era em widescreen. Mas mesmo assim um jogo de corrida 3D sólido rodando em casa compensa bastante e é certamente o uns dos jogos tecnicamente mais avançados do console.


Bom, minha lista está pontuando os jogos que na minha opinião tem melhores gráficos do Mega, está faltando MUITA coisa e para falar a verdade a lista teria que ter pelo menos uns 50 jogos.

Conhece algum jogo que poderia entrar na lista? Discorda de alguma colocação? Fique à vontade para deixar sua opinião nos comentários.

3 comentários:

  1. Acho que a lista tá nos trinques. Incluiria talvez Pulse Man ou Monster World IV eram jogos que abusavam bem dos efeitos visuais. Ainda jogarei o Ranger-X, parece muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Doc,
      Pulse Man tem ótimos gráficos, gosto muito dos cenários dele, são muito caprichados. Monster World IV é um dos meus jogos favoritos do Mega Drive, mas preferi dar lugar ao World of Illusion e Sonic 3 que são jogos bem injustiçados quando se fala em gráficos no Mega Drive. Ranger-X é um jogão, pode jogar que esse é diversão garantida.
      Obrigado pela visita e pelo comentário.

      Excluir
  2. Isso não foi uma lista dos 15 Melhores Gráficos do Mega Drive, foi uma viagem no tempo! Hey! Eu queria fazer uma proposta! Visando aproximar pais e filhos usando os games como justificativa, eu queria convidar você à participar dessa corrente que eu acabei de criar: https://youtu.be/N9Faozhw5SM

    ResponderExcluir